PT EN

Missão

Fomentar, desenvolver e difundir um novo paradigma de intervenção clínica inspirado num Modelo Relacional, no pressuposto de que favorecer o vínculo do bebé à sua Família tem repercussões significativas ao longo do Desenvolvimento.

 

 

1. A Fundação Brazelton/Gomes-Pedro para as Ciências do Bebé e da Família tem por objecto "promover, realizar e patrocinar projectos e actividades de investigação, formação e divulgação científica e tecnológica, social e cultural, na área das Ciências do Bebé e da Família". Neste contexto, é inequivocamente inovador o propósito da Fundação fazendo convergir, contingentemente, objectivos científicos inspiradores de uma intervenção clínica essencialmente preventiva. O carácter inovador do objecto da Fundação, radica-se numa proposta central de reformar conceitos clínicos tradicionais no que se refere à abordagem do Bebé, da Criança e do Jovem e das respectivas Famílias, com relevo para o reforço dos vínculos, garantida a identificação de cada resiliência, tanto individual como grupal.


2. O paradigma das Ciências do Bebé é representado pela criação de Brazelton - em 1973 - duma abordagem inovadora na avaliação do recém-nascido em partilha com a família, conhecida em todo o mundo como "NBAS" (Neonatal Behavioral Assessment Scale). O outro paradigma mais na linha das Ciências da Família é representado pelo modelo «Touchpoints» o qual pressupõe que a identidade de cada criança e de cada família opere como factor inspirador da nossa intervenção, na intenção de construir uma aliança do profissional com os pais do bebé, tendo em vista a génese de uma parentalidade saudável e investida. Estes dois paradigmas centram as áreas de actuação da Fundação Brazelton/Gomes-Pedro para as Ciências do Bebé e da Família.


3. Assim, e a título de exemplo, será prioridade da Fundação Brazelton/Gomes-Pedro para as Ciências do Bebé e da Família, uma intervenção a nível nacional no apoio à génese familiar aquando do segundo Touchpoint da vida identificado com o nascimento. De facto, é este o timing ideal para construir paixão e vínculo a partir duma aliança projectada numa descoberta de partilha sobre o quem é quem, no pressuposto de viabilizar uma relação mais esclarecida, nomeadamente no que respeita ao neuro-comportamento do Bebé, à sua personalidade, temperamento e resiliência. As potencialidades de construção duma parentalidade mais assumida terão consequências sociais e emocionais relevantes, esperadamente operacionalizadas em colaboração com os decisores políticos, designadamente nas áreas da Saúde, da Educação, da Psicologia, da Sociologia e, de modo especial, nas duma Cultura Universitária projectada nas suas múltiplas valências formativas.


4. No Artigo terceiro do Documento complementar da Escritura de constituição da Fundação, estão descritas as várias actividades a que se propõe a Fundação, de acordo com as áreas do seu objecto. Ressaltam destas actividades, as componentes educacionais e formativas sendo implícito poder ser estabelecida uma motivação para uma nova Educação, enquanto frente estratégica de intervenção junto da Família, designadamente no acompanhamento do período pré-natal, do nascimento e dos outros «Touchpoints» do ciclo de vida do bebé, da criança e do jovem.


5. Neste contexto, deverá a Fundação promover iniciativas com vista:
  • a) Ao patrocínio, promoção e divulgação de actividades científicas nas valências da inovação já referidas;
  • b) À realização, promoção e patrocínio da investigação e formação nas diferentes áreas do seu objecto;
  • c) À realização e promoção do reconhecimento público da actividade a que se consagra, designadamente promoção de projectos científicos, atribuição de prémios, títulos e edições literárias;
  • d) À realização, promoção ou patrocínio de conferências, colóquios, seminários, congressos socioprofissionais, debates e quaisquer outros actos públicos nas áreas do seu objecto;
  • e) À promoção da formação profissional no domínio da investigação científica relativa ao seu objecto;
  • f) Ao apoio de actividades de instituições públicas ou particulares sem fins lucrativos quando se dediquem ao ensino e à investigação nas áreas do seu objecto;
  • g) À realização, promoção ou patrocínio de actividades editoriais concernentes aos seus fins;
  • h) Ao desenvolvimento diverso de actividades científicas, incluindo a gestão de recursos financeiros alocados a projectos científicos;
  • i) À realização, promoção ou patrocínio de todas e quaisquer actividades necessárias ou convenientes à prossecução do seu objecto.

6. Está subjacente a todas as atividades da Fundação o objetivo de garantir a sensibilização para uma Cultura da Criança que se deseja inspiradora de toda a Sociedade Portuguesa.



O Artigo Quarto dos Estatutos da Fundação regula a cooperação devendo ser realçado nos pontos Um e Dois o que se pretende em termos de cooperação, tendo em atenção o objecto da Fundação e a sua génese.
  • UM - No exercício das suas actividades, que se orientarão por fins de utilidade pública e de natureza científica, social e cultural, a FUNDAÇÃO seguirá, sem qualquer interesse lucrativo, como norma permanente de actuação, a cooperação com os departamentos culturais, educacionais, científicos e de solidariedade social das administrações central, regional e local, bem como com outras pessoas colectivas, designadamente Fundações, Universidades e Instituições científicas e culturais, procurando na interacção com outras entidades a máxima rentabilização social e científica no emprego dos seus recursos próprios.
  • DOIS - A cooperação prevista privilegiará três instituições - Hospital de Santa Maria - Centro Hospitalar Lisboa Norte, Faculdade de Medicina de Lisboa e Universidade de Lisboa, - e privilegiará, também, relações científicas luso-americanas no âmbito do objecto da Fundação e de acordo com o que inspira a própria denominação da Fundação.

A organização e funcionamento da Fundação são garantidos, fundamentalmente, por três órgãos - Conselho de Curadores, Conselho de Administração e Conselho Científico, sendo os seus componentes personalidades portuguesas de reconhecido mérito científico, educacional e cultural abrangendo um vasto leque de experiência profissional e social nas áreas de actuação da Fundação.